mpel06

Artigo Pós-MOOCs

Artigo realizado no âmbito da Temática I da Unidade Curricular de Modelos de Educação a Distância.

Categories: med6, mpel06 | Etiquetas: , , | Deixe um comentário

Reflexão sobre a experiência de aprendizagem em PPel

Ao longo da unidade curricular de Processos Pedagógicos em eLearning foram propostas três temáticas de aprendizagem.
Na temática I com o tema Pedagogia do eLearning tivemos, numa primeira fase, de realizar uma bibliografia anotada com dois itens, um sobre pedagogia do eLearning e outro sobre o papel do professor online. Depois, numa segunda fase, tivemos de realizar um artefacto sobre o tema. Durante a primeira fase desta temática escolhi como itens relevantes para o tema, uma apresentação no Slideshare da autoria de Evandor Morgado em 2008 com o nome “Aprendizagem online, um novo caminho para o Ensino/Formação – eLearning o futuro” e um artigo de Eloy Rodrigues, criado em 2004 com o nome “O papel do e-formador (formador a distância)”. Esta bibliografia anotada encontra-se publicada no meu Blogue, nos seguintes endereços respetivamente: https://adelaidepaomoledias.wordpress.com/2012/11/19/bibliografia-anotada-abordagens-pedagogicas-em-elearning/; https://adelaidepaomoledias.wordpress.com/2012/11/19/bibliografia-anotada-o-papel-do-professor-em-contexto-online/. Ainda no decorrer desta temática, numa segunda fase, realizei um artefacto sobre o eLearnig e o papel do eFormador, que se encontra no seguinte endereço: https://adelaidepaomoledias.wordpress.com/2012/12/04/tematica-i-artefacto/
Nesta temática, aprendi bastante sobre o papel do eProfessor no ensino online e sobre pedagogia do eLearning. Tive alguma dificuldade, mas com alguma procura e persistência consegui encontrar itens de boa qualidade escritos em português e resolvi utiliza-los nesta temática.

Na temática II com o tema Práticas Pedagógicas em eLearning, na primeira fase, também tivemos de fazer uma bibliografia anotada com dois itens sobre o tema Personal Learning Environment (PLE). Na segunda fase tivemos de realizar uma representação visual com o nosso PLE acompanhado de uma descrição comentada. Durante a primeira fase, escolhi como itens a apresentar um site online da autoria de Bruno Leite, criado em 2011 e com o nome Ensino Tec (Ensino e Tecnologias) – Personal Learning Environments e um vídeo no youtube da autoria de Mst Celina Almeida com o nome “Meu Ambiente Pessoal de Aprendizagem”. Esta bibliografia anotada encontra-se publicada no meu Blogue, nos seguintes endereços respetivamente: https://adelaidepaomoledias.wordpress.com/2012/12/11/tematica-ii-bibliografia-anotada-1-personal-learning-environments/; https://adelaidepaomoledias.wordpress.com/2012/12/11/tematica-ii-bibliografia-anotada-2-personal-learning-environments/, tendo sido este último considerado pouco relevante, por seu um objeto muito amador e ter uma musica e efeitos que podem causar distração. Ainda no decorrer desta temática, numa segunda fase, realizei uma representação visual com o meu PLE, que se encontra no seguinte endereço: https://adelaidepaomoledias.wordpress.com/2012/12/23/o-meu-ple-adelaide-dias/
Esta temática foi bastante importante para mim pois com a criação do meu PLE ajudou-me a organizar melhor a minha aprendizagem, e ter uma melhor noção das ferramentas que já utiliza na criação da aprendizagem. Também nesta temática optei por indicar itens sobre PLE escritos em português.

A temática III com o tema Desenho da Aprendizagem Online estava dividida por três fases. Durante a fase 0 passamos por uma fase de preparação para o OLD MOOC. Nesta fase tivemos que ir ao site: http://www.olds.ac.uk/the-course para nos inscrevermos no curso e pedir adesão para participar nos grupos OLDS MOOC Open discussion e Google Groups Announcements. Ainda neste site podemos conhecer o calendário das atividades que iam decorrer durante o curso. Na fase 1, começamos a participar no OLD MOOC onde criei uma Cloudscape, que podemos encontrar no seguinte endereço: http://cloudworks.ac.uk/cloudscape/view/2686. Dentro dessa Cloudscape criei quatro Clouds como os seguintes nomes: Adelaide Dias_Learning Journal for OLDS MOOC (http://cloudworks.ac.uk/cloud/view/7108), First week of the MOOC_Adelaide Dias (http://cloudworks.ac.uk/cloud/view/7660), My dream: Photography Learning online (http://cloudworks.ac.uk/cloud/view/7208) e Presentation_Adelaide Dias (http://cloudworks.ac.uk/cloud/view/7200). Senti alguma dificuldade em acompanhar o MOOC uma vez que este era ministrado completamente em Inglês. Como nos foi sugerido uma atividade alternativa optei por realizá-la. A atividade alternativa estava dividida em três fases e na criação de um ePortefólio (https://sites.google.com/site/eportfolioadelaide/) para esta fase e para a tarefa dois onde tivemos de desenhar uma atividade online e a respetiva fundamentação pedagógica. Na tarefa alternativa, durante a primeira semana escrevemos sobre as Abordagens Pedagógicas e as Atividades que melhor se coadunam em cada uma delas. Na segunda semana fiz uma apresentação sobre os aspetos mais relevantes no desenho da aprendizagem e das atividades online. Por fim na terceira semana fiz um esboço para o desenho da atividade online.
Na segunda fase da temática III desenvolvemos a atividade online sendo que a minha atividade chama-se “Desenho da Atividade Online – Edição de Fotografia com Photoshop”, e está disponível no meu ePortfólio no seguinte endereço: https://sites.google.com/site/eportfolioadelaide/desenho-da-aprendizagem-online—edicao-de-fotografia-com-photoshop.
Este tema para o desenho da atividade online surgiu devido a um gosto enorme que eu tenho por edição de imagem e gostei bastante de a realizar.
Na minha opinião esta atividade é a que mais se aproxima do trabalho de um professor online, pois tivemos de preparar uma atividade onde tínhamos de apontar a fundamentação pedagógica, os objetivos da atividade, uma planificação, cronograma e os critérios de avaliação, pontos estes que vão de encontro aquilo que um aluno espera que um professor lhe apresente antes de iniciar uma atividade.

Todas as temáticas ao longo desta unidade curricular foram muito enriquecedoras para o meu processo de aprendizagem e sendo esta a minha primeira experiência como estudante online, a realização e os temas abordados nestas atividades aumentaram bastante o meu interesse pelo ensino online.

Em relação aos fóruns, não participei tanto quando queria, pois por vezes tinha pouca disponibilidade para me dedicar às tarefas da UC, gostava de ter tido mais tempo mas por vezes o trabalho não me permitia.

Por fim, quero agradecer e felicitar o professor José Mota pelo excelente trabalho que desenvolveu ao longo desta unidade curricular mostrando-se sempre disponível para nos ajudar na concretização das tarefas e esclarecendo sempre prontamente à nossas dúvidas e questões.

Mestrado: Pedagogia do eLearning
UC: Processos Pedagógicos em eLearning
Aluna: Adelaide Dias

Categories: mpel06, ppel6 | Etiquetas: , , | Deixe um comentário

Autenticidade e Transparência na Rede

A Virtualização das Relações Sociais – Autenticidade e Transparência na Rede

As redes sociais têm vindo a ganhar espaço no quotidiano das pessoas que possuem acesso às novas tecnologias. Assim, podemos dizer que as relações sociais de lazer sofreram algumas alterações. Enquanto, antes se realizavam encontros pessoais, como por exemplo, festas, reuniões entre amigos, hoje estas relações dão-se através da rede mundial de computadores. As tecnologias da comunicação possibilitam a quebra do tempo e do espaço, gerando o contacto em tempo real, entre pessoas distantes fisicamente discutindo um determinado tema. Com as redes sociais, surgem amizades virtuais, namoros virtuais e até infidelidade virtual. Com todos esses aspetos apontados em cima, podemos dizer que estamos perante uma virtualização das relações sociais.

Hoje em dia socializa-se cada vez mais através dos Ciberespaços, que “é um novo meio de comunicação que surge a partir da interconexão mundial de computadores, o termo abrange tanto a infra-estrutura material, quanto as informações contidas nele, assim como os seres humanos que navegam e alimentam esse universo.” (Levy – 1999).

Um dos exemplos destes ciberespaços, são as redes sociais (Facebook, MySpace, o Google+, o Twitter, entre outros) que podem ser utilizadas para aprendizagem, entretenimento, comunicação. Mas estes ciberespaços também têm os seus perigos pois se nós pessoalmente não conhecemos realmente uma pessoa como é que vamos conhece-la virtualmente.

Em relação à autenticidade na rede, na minha opinião, ela não existe pois há muita gente que cria perfis falsos, mostrando para a rede aquilo que não são, ou se apodera de perfis de outras pessoas. Logo existe sempre a incerteza se aquela pessoa é quem nós imaginamos que seja.

Se for possível separar o real do virtual então o nosso real e o nosso virtual complementam-se e fazem ambos parte da nossa vida, logo nós temos de mostrar na rede somente aquilo que queremos mostrar também fora dela, pois apesar de nós termos comportamentos diferentes consoante as pessoas e os espaços em que estamos, na rede todas a gente tem acesso e ao mesmo tempo, aquilo que somos na rede.

O facto de nós sermos transparentes na rede pode ser muito importante e facilitar em casos de burla ou roubo de identidades. Se nós formos transparentes na forma como comunicamos e interagirmos na rede criamos uma identidade virtual e assim, se formos alvo de algum roubo de identidade, os nossos amigos reais/virtuais conseguem reconhecer o sucedido com alguma facilidade. Por outro lado, na minha opinião existe pouca transparência na rede, mais precisamente, nas redes sociais, pois as imagens partilhadas na rede tentam sempre mostrar o lado bom. Quando se partilha uma imagem na rede, mostra-se, por exemplo, pessoas a divertirem-se e nunca, chateadas. As imagens, a maioria das vezes levam retoques em programas de tratamento de imagens, tornando assim as relações sociais pouco transparentes. Para além disso, se nós socializamos com uma pessoa na rede mas não a conhecemos pessoalmente, dificilmente saberemos se tudo o que diz e mostra corresponde à realidade. Por outro lado as redes sociais permitem que as pessoas, possam expressar-se de maneira diferente. Muitas das vezes podem sentir-se mais a vontade pois não estão a ver a pessoas com que estão a falar.

Será autêntica toda a informação que encontramos na rede? Hoje em dia, qualquer pessoa pode colocar informações na rede, o que torna grande parte da informação disponível pouco credível. A rede dá-nos acesso ao mais variado tipo de informação, o que pode ser visto como um perigo, pois os utilizadores podem vir a ter acesso a conteúdos pouco próprios. Mas, por outro lado, também é através da rede que podemos ter acessos a novas culturas, novas aprendizagens e conhecimentos. A informação encontrada na rede pode ser autêntica, tem é que ser bem selecionada para não corrermos os riscos que estarmos a tirar conclusões erradas sobre um determinado assunto.

As relações virtuais e o contacto com os outros através do computador é uma forma de se fazer amizades e conhecer novas pessoas. Assim, o ciberespaço não é sinónimo de individualização mas sim, é visto como um novo espaço de comunicação interpessoal e social.

Virilio (1993) diz que “neste rearranjo da cidade, do ponto de vista espacial e temporal, a partir do que denomina “rutura de continuidade”, desdobra na utilização das tecnologias eletrônicas de comunicação, se constituindo em uma mediação eletrônica que substitui o contacto face to face”.

 

Referências:

Lévy P. (1999), Cibercultura [Tradução de Carlos Irineu da Costa], São Paulo, Editora 34

Virilio, P. (1993), O espaço crítico e as perspectivas do tempo real. [Tradução de Paulo Roberto Pires], Rio de Janeiro, Editora. 34

Categories: esr06, mpel06 | Etiquetas: , , , , | Deixe um comentário

Storyboard

Storyboard sobre a minha experiência enquando estudante online na Universidade Aberta

Storyboard_Adelaide Dias

Categories: ava6, mpel06 | Etiquetas: , , | Deixe um comentário

O Meu PLE – Adelaide Dias

Nesta temática sobre o Personal Learning Environments, foi-nos pedido que elaborássemos uma representação visual do nosso PLE. Para a elaboração do mesmo, inicialmente tive de fazer uma pequena reflexão sobre as aplicações que utilizo e como é o meu Ambiente Pessoal de Aprendizagem. O meu PLE, inicialmente, era para ter sido realizado em Flash mas acabei por optar e desenvolve-lo no programa Microsoft Office PowerPoint. Este está dividido em cinco tópicos, que são eles: Comunicação, Procura de Informação, Produção, Organização e Gestão, Publicação e Partilha. Na primeira página encontra-se a identificação do PLE, o globo, que representa o mundo e como o meu ambiente pessoal de aprendizagem não tem limites e pode abranger o mundo, e os cinco tópicos. A navegação está interativa, havendo hiperligações dos tópicos para diapositivos onde cada um mostra as aplicações utilizadas.

Diapositivo1

Figura 1 – Página Inicial do meu PLE

Ao clicar no Tópico Comunicação, mostra-nos as aplicações que eu utilizo para comunicar, que são elas: Moodle; Google Translatter; Linkedin; Skype; Facebook; Google Talk; Twitter. Todas estas imagens têm hiperligação para a página inicial das aplicações. Para voltar à página inicial do PLE clicamos na palavra Comunicação. Estas aplicações estão todas associadas a dois e-mails aos quais acesso regularmente, logo qualquer atividade ou atualização que ocorra sou logo informada. Já utilizava todas estas aplicações antes de iniciar o mestrado mas agora utilizo-as numa forma mais profissional e não tanto de descontração.

Diapositivo3

Figura 2 – Página das aplicações utilizadas para Comunicar

Ao clicar no Tópico Procura de Informação, mostra-nos as aplicações que eu utilizo para procurar a informação, que são elas: SlideShare; Scribd; Diigo; Scoop.it; Issuu; Google; Delicious; Vimeo; blogger; WordPress. Todas estas imagens têm hiperligação para a página inicial das aplicações. Para voltar à página inicial do PLE clicamos na palavra Procura de Informação. Estas aplicações também estão associadas a dois e-mails, recebendo por essa via todas as informações e atualizações postadas. Já utilizava algumas destas aplicações, à exceção do Diigo, Scoop.it e Delicious, tendo havido o primeiro contacto já no decorrer do mestrado.

Diapositivo2

Figura 3 – Página das aplicações utilizadas para Procura de Informação

Ao clicar no Tópico Produção, mostra-nos as aplicações que eu utilizo para realizar os meus trabalhos, que são elas: PDF; Office; Corel VideoStudio; iSpring; MovieMaker. Todas estas imagens têm hiperligação para a página inicial das aplicações. Para voltar à página inicial do PLE clicamos na palavra Produção. Todas estas aplicações requerem instalação no computador e já trabalhava com todas elas antes de iniciar o Mestrado.

Diapositivo6

Figura 4 – Página das aplicações utilizadas para a produção e realização dos trabalhos

Ao clicar no Tópico Organização e Gestão, mostra-nos as aplicações que eu utilizo para organizar e gerir os meus trabalhos e pesquisas, que são elas: Google Calendário; Mendeley; Zotero; Microsoft Outlook. Todas estas imagens têm hiperligação para a página inicial das aplicações. Para voltar à página inicial do PLE clicamos na palavra Organização e Gestão. Já trabalhava com a aplicação do Google calendário pois ajuda bastante na organização dos trabalho e tarefas a realizar. As notificações que podemos definir ajudam-nos para não nos esquecermos das datas em que temos de entregar um determinado trabalho ou quando se vai realizar uma determinada tarefa ou atividade. Como tenho mais de um e-mail o Outlook ajuda bastante na gestão de todos eles. O Mendeley e o Zotero, não conhecia e passei a utiliza-los no mestrado, ajudando na gestão das referencias bibliográficas.

Diapositivo5

Figura 5 – Página das aplicações utilizadas para a organização e Gestão dos trabalhos e pesquisas

Ao clicar no Tópico Publicação e Partilha, mostra-nos as aplicações que eu utilizo para publicar, partilhar ou somente guardar os meus trabalhos, que são elas: Youtube; SugarSync; Google Drive; Dropbox. Todas estas imagens têm hiperligação para a página inicial das aplicações. Para voltar à página inicial do PLE clicamos na palavra Publicação e Partilha. Estas aplicações também estão associadas a um e-mail recebendo notificações quando algo novo acontece. Já utilizava todas estas aplicações sendo que a dropbox é a que utilizo há mais tempo e com mais frequência.

Diapositivo4

Figura 6 – Página das aplicações utilizadas para a Publicação e Partilha dos trabalhos

O Google e todas as suas aplicações prevalecem e são as que utilizo mais frequentemente. Já utilizava algumas das aplicações aqui apresentadas ao longo do PLE mas agora utilizo com outros objetivos como e o caso das aplicações de comunicação. São poucas as que comecei a utilizar somente desde o início do mestrado, que são elas: Diigo, Scoop.it e Delicious, na procura de informação e o Mendeley e o Zotero na gestão de referências bibliográficas. Com o decorrer do mestrado este meu PLE será atualizado pois são várias as aplicações e ferramentas que ainda vamos trabalhar e explorar, pois com as evoluções tecnológicas, vão aparecer novas.

Deixo-vos o meu PLE na versão PDF para poderem navegar sobre ele e conhecer as suas funcionalidades.

O meu PLE

Categories: mpel06, ppel6 | Etiquetas: , , | Deixe um comentário

Cronograma MPeL 6 – 1º Semestre

Este cronograma mostra apenas as datas de Inicio e Fim de cada atividade da UC: Educação e Sociedade em Rede e Processos Pedagógicos em eLearning. Assim que as restantes UCs ficarem disponiveis atualizo este documento.

Cronograma_1ºSemenstre

Categories: mpel06 | Etiquetas: | 1 Comentário

Aprender a Aprender

Deixo-vos aqui um vídeo que eu, pessoalmente, aprecio.

Ele mostra como é importante  sermos persistentes num processo de aprendizagem. Pois ao longo das tarefas podemos encontar algumas dificuldades mas não podemos desistir e temos de insistir até conseguirmos atingir o nosso objetivo. Este também realça a importância do papel do professor, quando este nos motiva para conseguirmos realizar as nossas tarefas.

E como Professores/Formadores temos que saber transmitir aos nossos alunos/formandos o conhecimento e mostrar-lhes o caminho certo para concretizar a tarefa proposta, e assim Aprender.

Categories: mpel06 | Etiquetas: , | Deixe um comentário

Create a free website or blog at WordPress.com.